Fundos de participação apostam em 2015

Publicação original em Brasil Econômico

Diante de um cenário macroeconômico de perspectivas e fundamentos pouco animadores, boa parte dos setores projeta um 2015 repleto de desafios no mercado brasileiro. Um segmento específico, no entanto, enxerga um horizonte positivo para os próximos 12 meses: a indústria local de venture capital e de private equity. Segundo quatro fundos ouvidos pelo Brasil Econômico, o segmento continuará a receber aportes destinados a novos projetos — os possíveis sobressaltos ajudarão a consolidar uma relação mais madura entre investidores e empreendedores.

A guerra online da comida

Publicação original em Info

São 14 horas de um dia chuvoso em São Paulo. A recepção do Villa Lobos Office Park, prédio comercial na zona oeste da cidade, está cheirando a carne e batata frita. Alinhadas ao lado das catracas, pessoas pegam pacotes das mãos de motoboys encapuzados. “Todo dia é esse movimento”, comenta o segurança da portaria.Localizado próximo à marginal do rio Pinheiros, o edifício não oferece muitas opções de almoço na região. A solução para os funcionários das mais de 50 empresas ali instaladas é pedir um delivery. A boa notícia é que, nos últimos anos, a oferta de entregas na região aumentou consideravelmente. Nesse conjunto comercial funcionam as operações das duas maiores startups de delivery online do Brasil, a iFood e a HelloFood. E, começando pela vizinhança, ambas traçaram planos agressivos para dominar o mercado brasileiro.

Crise aumenta oportunidades de investimentos em várias startups

Originalmente publicado no Segs

Segundo sócio da Redpoint e.ventures, este é um ótimo momento para lançar uma empresa digital no Brasil
A crise econômica não diminuiu o apetite dos fundos de capital empreendedor (venture capital) no Brasil. Pelo contrário – atualmente há muitas oportunidades de investimentos em startups, e as necessidades do país continuarão fazendo com que o setor digital brasileiro siga a todo vapor. A análise é de Anderson Thees, sócio da Redpoint e.ventures, firma líder de capital empreendedor que faz investimentos em empresas nascentes de tecnologia.

Itaú e Redpoint lançam coworking e centro de empreendedorismo em SP

Matéria original no Revista PEGN Seis andares, cinco mil metros quadrados, espaço para 50 empresas e anfiteatro para 130 pessoas. O Cubo será um edifício inteiro para que empreendedores, investidores, grandes empresas, universidades, estudantes e outros agentes do ecossistema de startups possam se encontrar. Uma tentativa de replicar a experiência que acontece hoje no Vale do Silício.…

O Brasil digital segue a todo vapor

Publicado originalmente por Anderson Thees no IDGNow!. A indústria digital brasileira terminou o ano de 2014 a todo o vapor. Cada vez mais empresas iniciantes com boas ideias atraíram investimentos. E, o que é ainda mais importante, o setor amadureceu. Por isso, é possível dizer que este é o melhor momento para se fazer transações…